(in)contidos - O novo livro de Vinícius Fernandes da Silva do PSQC

(in)contidos - O novo livro de Vinícius Fernandes da Silva do PSQC
(in)contidos - O novo livro de Vinícius Fernandes da Silva do PSQC. Saiba como adquirir o mais novo livro de Vinícius Silva clicando nesta imagem

domingo, 21 de outubro de 2007

Crisântemo

Definitivamente eu odeio plantas e flores. Nunca gostei delas. Azulejem a Amazônia. Não entendo as pessoas que ficam conversando com suas plantinhas mudas e estáticas. Muito mais normal é conversar com seu cachorro, pelo menos este pode latir.

Um dia tentei gostar de algumas delas.

As rosas são insuportáveis, românticas, meladas, melosas, rosas, brancas, amarelas, não tem azul, e ainda têm espinhos.

Os girassóis são plásticos, Van Gogh os pintou com seu amarelo forte, forte como o sol, chega a doer as vistas com aquele amarelo sol-na-cara.

As orquídeas são raras, possuem quase todas as cores, climáticas, temperamentais, petulantes, arrogantes e metidas.

As azaléias são de cor lilás, grandes, esbeltas, abertas, quase parecem borboletas, eu prefiro as borboletas.

Os cactos são sinceros, robustos, corpulentos, guerreiros, muitos espinhos, enfim, são feios pra caramba!

E o copo de leite? Com esse nome! Sem chance.

Por fim tentei e encontrei, Crisântemo.

Crisântemo: “Originário da Ásia, foi adotado como símbolo nacional pelo Japão. Hoje em dia destaca-se o tipo margarida, bastante comum no Brasil e na Europa. As cores podem ser as mais diversas possíveis, destacando-se: o branco, amarelo, vermelho, lilás, roxo, salmão e a mistura dessas cores em tais variedades. O Crisântemo é uma planta de dia curto, florescendo naturalmente no inverno.”

Olha que bacana que descobri, planta de variadas cores, símbolo do Japão, exótica e ao mesmo tempo comum, gosta do tempo frio, como eu. Consegui e arranjei meu Crisântemo.

Tentei conviver com meu Crisântemo por algum tempo. Não deu certo. Descobri que ele necessitava de muita atenção. Vários estímulos e detalhes. Gotas de orvalho ao luar, palavras doces de compreensão até chegar à exaustão, paciência com suas crises nervosas devido ao calor e à umidade, diversas manchas estranhas desenvolvidas em seu corpo, ameaçou jogar o seu próprio vaso sobre minha cabeça, várias vezes. Com o tempo nossa relação foi se deteriorando, deteriorando, até que um dia não teve jeito. Ele me largou, me mandou embora e disse para que eu nunca mais voltasse, foi o fim, mas acabei concordando.

Portanto não tem jeito, não posso conviver com plantas ou flores. Azulejem o Pantanal! Odeio-as. Adeus. Sim, adeus meu Crisântemo amado, adeus às suas flores, adeus para sempre.

À Deus.


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons

Postar um comentário

Deixe seu email para que você possa receber as novidades e promoções do PSQC!

Obvious Lounge: Palavras, Películas e Cidades

Obvious Lounge: Palavras, Películas e Cidades
Agora também estamos no incrível espaço de cultura colaborativa que é a Obvious. Lá faremos nossas digressões sobre literatura, cinema e a vida nas cidades. Ficaram curiosos? É só clicar na imagem e vocês irão direto para lá!

(in)contidos - O novo livro de Vinícius Fernandes da Silva do PSQC

(in)contidos - O novo livro de Vinícius Fernandes da Silva do PSQC
Saiba como adquirir o mais novo livro de Vinícius Silva clicando nesta imagem

Palavras Sobre Qualquer Coisa - O livro!

Palavras Sobre Qualquer Coisa - O livro!
Para efetuar a compra do livro no site da Multifoco, é só clicar na imagem! Ou para comprar comigo, com uma linda dedicatória, é só me escrever um email, que está aqui no blog. Besos.

O autor

Vinícius Silva é poeta, escritor e professor, não necessariamente nesta mesma ordem. Doutor em planejamento urbano pelo IPPUR/UFRJ, cientista social e mestre em sociologia e antropologia formado também pela UFRJ. Foi professor da UFJF, da FAEDUC (Faculdade de Duque de Caxias), da Rede Estadual do Estado do Rio de Janeiro (SEEDUC) e atualmente é professor efetivo em sociologia do Colégio Pedro II, no Rio de Janeiro. Criou e administra o Blog PALAVRAS SOBRE QUALQUER COISA desde 2007, e em 2011 lançou o livro de mesmo nome pela Editora Multifoco. Possui o espaço literário "Palavras, Películas e Cidades" na plataforma Obvious Lounge. Já trabalhou em projetos de garantia de direitos humanos em ONG's como ISER, Instituto Promundo e Projeto Legal. Nascido em Nova Iguaçu, criado em Mesquita, morador de Belford Roxo. Lançou em 2015, pela Editora Kazuá, seu segundo livro de poesias: (in)contidos. Defensor e crítico do território conhecido como Baixada Fluminense.

O CULPADO OCUPANDO-SE DAS PALAVRAS

Contato

O email do blog: vinicius.fsilva@gmail.com

O PASSADO TAMBÉM MERECE SER (RE)LIDO

AMIGOS DO PSQC

Google+ Followers

As mais lidas!