(in)contidos - O novo livro de Vinícius Fernandes da Silva do PSQC

(in)contidos - O novo livro de Vinícius Fernandes da Silva do PSQC
(in)contidos - O novo livro de Vinícius Fernandes da Silva do PSQC. Saiba como adquirir o mais novo livro de Vinícius Silva clicando nesta imagem

sábado, 27 de dezembro de 2014

A Caixa de Afetuosidades






























Alguns anos atrás, acho que há mais de dez, uma grande amiga me deu um presente inusitado. Uma caixa de papelão grosso encapada por ela mesmo, em papel presente prateado, listrado e brilhante. Uma caixa... vazia! 

Em nossa tradicional cultura ocidental, dias festivos são preenchidos com embrulhos e caixas cheias de presentes! E assim vamos com nossos dias das Mães, dos Namorados, dos Pais, dos Amigos, das Crianças, Natais, fazendo a alegria do comércio, enchendo de "notícias" os comentaristas econômicos ávidos por crescimento, crescimento e mais crescimento. Não que essas pessoas não sejam importantes ou que estes dias não devam ser comemorados, mas até nossas homenagens foram capitalizadas pelo fetiche da mercadoria. Eu também fui cooptado por este fetiche, e nas vésperas de tais dias, lá vou eu encher shoppings centers e lojas para comprar presentes, e se não o fizer, correrei o risco de ser taxado de filho ingrato, marido insensível e etc. 

Mas e o que fazer com uma caixa vazia? A princípio... a dúvida, mas depois encontrei um destino à mesma. Ela seria a minha... Caixa de Afetuosidades! Isto significaria que a partir de então todo e qualquer documento, papelzinho, lembrança, cartas de amor, bilhetes de filmes, peças teatrais, shows ou eventos que fizessem me religar a uma emoção significativa, entrariam na caixa. Algo que achei que seria banal, tornou-se um marco que considero importante. 

E depois de tanto tempo, minha Caixa de Afetuosidades está cheia, abarrotada de papéis e lembranças que contam um pouco minha vida através de sentimentos e emoções, amores e desamores, acontecimentos vividos antes ou depois de casado, de formar nova família, de fazer novas ou desfazer velhas amizades. Pelos caminhos desconhecidos em que a vida nos traz e nos leva, a amiga que me presentou com a Caixa hoje não faz mais parte do rol de meus amigos mais íntimos. Na verdade nem trocamos mais palavras. E se me perguntarem "o por quê disso"? Não sei responder. Obviamente que erros cometi nesta relação de carinho e amizade, nunca com a intenção da mágoa ou do ressentimento, mas talvez coisas muito intensas tenham destinos mais dramáticos. Elucubrações de quem sabe muito pouco sobre os mistérios dessa grande surpresa que é a vida. Mas ao olhar para a Caixa, o amor e amizade que sinto por ela continuam presentes, porque não existe ex-amor, amores apenas se transformam.

Com o passar de todos estes anos a Caixa continua firme e forte, com claros desgastes que só o tempo pode proporcionar. Com sua tampa a rachar nas pontas, com o papel a descolar de suas paredes, com o brilho prateado a ficar fosco, com a poeira que se não se cansa de lhe sujar. Mas continua ali, altiva e viva, ainda recebendo, de vez em quando, os talhos de memória que a fazem cumprir a missão que lhe dei.

Hoje já se faz necessário uma nova Caixa de Afetuosidades, um novo recipiente para novas emoções, lembranças e aventuras. Para que os acúmulos possam ter representatividades materiais, não somente em fotografias, mas em pedaços que em um simples toque ou olhar, tragam a explosão de memórias e afetos já vivificados.

E se eu chegar à mais profunda velhice, meus descendentes poderão ouvir minhas histórias de meus lábios murchos, mas quando aqui não mais estiver, minhas Caixas de Afetuosidades ajudarão a revelar com mais carinho e amor os sentimentos que permearam minha vida.    

E você, já fez ou ganhou sua Caixa de Afetuosidades?


Vinícius Silva é poeta, escritor e professor, não necessariamente nesta mesma ordem. Doutor em planejamento urbano pelo IPPUR/UFRJ, cientista social e mestre em sociologia e antropologia formado também pela UFRJ. Foi professor da UFJF, da FAEDUC (Faculdade de Duque de Caxias), da Rede Estadual do Estado do Rio de Janeiro (SEEDUC) e atualmente é professor efetivo em sociologia do Colégio Pedro II, no Rio de Janeiro. Criou e administra o Blog PALAVRAS SOBRE QUALQUER COISA desde 2007, e em 2011 lançou o livro de mesmo nome pela Editora Multifoco. Já trabalhou em projetos de garantia de direitos humanos em ONG's como ISER, Instituto Promundo e Projeto Legal. Nascido em Nova Iguaçu, criado em Mesquita, morador de Belford Roxo. Defensor e crítico do território conhecido como Baixada Fluminense.


Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
Postar um comentário

Deixe seu email para que você possa receber as novidades e promoções do PSQC!

Obvious Lounge: Palavras, Películas e Cidades

Obvious Lounge: Palavras, Películas e Cidades
Agora também estamos no incrível espaço de cultura colaborativa que é a Obvious. Lá faremos nossas digressões sobre literatura, cinema e a vida nas cidades. Ficaram curiosos? É só clicar na imagem e vocês irão direto para lá!

(in)contidos - O novo livro de Vinícius Fernandes da Silva do PSQC

(in)contidos - O novo livro de Vinícius Fernandes da Silva do PSQC
Saiba como adquirir o mais novo livro de Vinícius Silva clicando nesta imagem

Palavras Sobre Qualquer Coisa - O livro!

Palavras Sobre Qualquer Coisa - O livro!
Para efetuar a compra do livro no site da Multifoco, é só clicar na imagem! Ou para comprar comigo, com uma linda dedicatória, é só me escrever um email, que está aqui no blog. Besos.

O autor

Vinícius Silva é poeta, escritor e professor, não necessariamente nesta mesma ordem. Doutor em planejamento urbano pelo IPPUR/UFRJ, cientista social e mestre em sociologia e antropologia formado também pela UFRJ. Foi professor da UFJF, da FAEDUC (Faculdade de Duque de Caxias), da Rede Estadual do Estado do Rio de Janeiro (SEEDUC) e atualmente é professor efetivo em sociologia do Colégio Pedro II, no Rio de Janeiro. Criou e administra o Blog PALAVRAS SOBRE QUALQUER COISA desde 2007, e em 2011 lançou o livro de mesmo nome pela Editora Multifoco. Possui o espaço literário "Palavras, Películas e Cidades" na plataforma Obvious Lounge. Já trabalhou em projetos de garantia de direitos humanos em ONG's como ISER, Instituto Promundo e Projeto Legal. Nascido em Nova Iguaçu, criado em Mesquita, morador de Belford Roxo. Lançou em 2015, pela Editora Kazuá, seu segundo livro de poesias: (in)contidos. Defensor e crítico do território conhecido como Baixada Fluminense.

O CULPADO OCUPANDO-SE DAS PALAVRAS

Contato

O email do blog: vinicius.fsilva@gmail.com

O PASSADO TAMBÉM MERECE SER (RE)LIDO

AMIGOS DO PSQC

Google+ Followers

As mais lidas!