(in)contidos - O novo livro de Vinícius Fernandes da Silva do PSQC

(in)contidos - O novo livro de Vinícius Fernandes da Silva do PSQC
(in)contidos - O novo livro de Vinícius Fernandes da Silva do PSQC. Saiba como adquirir o mais novo livro de Vinícius Silva clicando nesta imagem

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Tempo tempo tempo tempo*

O tempo é das invenções humanas o elemento mais imprevisível e poderoso que podes imaginar. Talvez porque ele seja relativo, e não duvido disso, sua força sobre as almas se faça de maneira tão complexa e surpreendente. Que o Universo tem uma história, ou histórias, não parece haver dúvidas, talvez algumas muitas, mas o tempo que tu levas para viver e morrer, ah esse tempo tão curtinho e efêmero, é um touro difícil de domar.

O que quero dizer é sobre certezas, verdades que tens como elementais em tua vida, que fundam tua identidade e te fazem verbalizar todas as tuas convicções. Quem nunca falou que esse ou aquele era o melhor amigo, ou que nunca faria isso, que nunca faria aquilo. Mentira. Balela. Esqueces que o tempo pode mudar tudo, inclusive o que acabei de escrever agora. Os amores para sempre, as amizades eternas, as canções mais belas, tudo pode mudar e muda. Parece não ter jeito.

O que é mais difícil, talvez, seja contestar a mudança e sofrer pelo que não se era, mas pelo que se é, pelo agora. O mais importante é entender o porque mudou. As causas e consequências. Se a transformação foi para melhor ou pior, ou se estás usando os parâmetros certos. O problema é que os parâmetros também mudam. E qual é a saída? A saída talvez seja não sofrer. O entendimento das diferenças traz a racionalidade do que não mais se é. Fatores diversos podem influenciar os sentimentos, as sensações, as certezas imediatas. A distância influencia porque altera a relação com o tempo, mas será que é só isso? Muitos outros fatores provocam mudanças, não podem ser controlados.

E no começo de tudo o que parece mais contar nesse tempo que se foi ao tempo que se é, o agora, é a memória, a lembrança de que por algum momento aquela pessoa foi a mais amiga, a mais amada, a mais bela, que aquela situação foi a mais benéfica, aquela canção a mais chorada, a piada mais engraçada. Não falo da memória vazia de sentimentos, da lembrança dos fatos pelos fatos somente. Falo da memória entendida e estendida, compreendida pela qual se fez memória presente. A lembrança dos cheiros, das lágrimas, dos sorrisos, das danças, das viagens, dos perrengues, das dificuldades. Rememorar e buscar as causas que te fizeram ser quem és hoje, agora, neste exato momento, no segundo seguinte em que pensaste ao terminar de ler, talvez, esta pa...la...v...r...a.

O não sofrimento é possível pela certeza das memórias. A verdade só é verdade em tua história, em teu passado, porque somente tu sabes o que realmente viveste. E quando deixares de sofrer pela falta do antigo, terás a certeza de que podes viver feliz, no hoje, e que a mudança se fez presente porque fora necessária.

Não te prendas a mim.
A memória é guardiã de todas as certezas.
Por isso lembres que me ama e viva o hoje de maneira feliz,
porque é assim
que estou tentando viver
para não sofrer.

Tento viver minha mudança
com felicidade,
sem flagelo,
sem me arrepender.
Me ver feliz.

Seguir e mirar o horizonte.
Seguir em frente.
Sem lamentar
o que já se fez.

Andar e caminhar
procurando minha alegria para
somente
feliz
viver.

* Sim, este título é uma referência à canção "Oração ao Tempo" de Caetano Veloso.


Oração ao Tempo (Caetano Veloso)

És um senhor tão bonito
Quanto a cara do meu filho
Tempo tempo tempo tempo
Vou te fazer um pedido
Tempo tempo tempo tempo...

Compositor de destinos
Tambor de todos os rítmos
Tempo tempo tempo tempo
Entro num acordo contigo
Tempo tempo tempo tempo...

Por seres tão inventivo
E pareceres contínuo
Tempo tempo tempo tempo
És um dos deuses mais lindos
Tempo tempo tempo tempo...

Que sejas ainda mais vivo
No som do meu estribilho
Tempo tempo tempo tempo
Ouve bem o que te digo
Tempo tempo tempo tempo...

Peço-te o prazer legítimo
E o movimento preciso
Tempo tempo tempo tempo
Quando o tempo for propício
Tempo tempo tempo tempo...

De modo que o meu espírito
Ganhe um brilho definido
Tempo tempo tempo tempo
E eu espalhe benefícios
Tempo tempo tempo tempo...

O que usaremos prá isso
Fica guardado em sigilo
Tempo tempo tempo tempo
Apenas contigo e comigo
Tempo tempo tempo tempo...

E quando eu tiver saído
Para fora do teu círculo
Tempo tempo tempo tempo
Não serei nem terás sido
Tempo tempo tempo tempo...

Ainda assim acredito
Ser possível reunirmo-nos
Tempo tempo tempo tempo
Num outro nível de vínculo
Tempo tempo tempo tempo...

Portanto peço-te aquilo
E te ofereço elogios
Tempo tempo tempo tempo
Nas rimas do meu estilo
Tempo tempo tempo tempo...


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Postar um comentário

Deixe seu email para que você possa receber as novidades e promoções do PSQC!

Obvious Lounge: Palavras, Películas e Cidades

Obvious Lounge: Palavras, Películas e Cidades
Agora também estamos no incrível espaço de cultura colaborativa que é a Obvious. Lá faremos nossas digressões sobre literatura, cinema e a vida nas cidades. Ficaram curiosos? É só clicar na imagem e vocês irão direto para lá!

(in)contidos - O novo livro de Vinícius Fernandes da Silva do PSQC

(in)contidos - O novo livro de Vinícius Fernandes da Silva do PSQC
Saiba como adquirir o mais novo livro de Vinícius Silva clicando nesta imagem

Palavras Sobre Qualquer Coisa - O livro!

Palavras Sobre Qualquer Coisa - O livro!
Para efetuar a compra do livro no site da Multifoco, é só clicar na imagem! Ou para comprar comigo, com uma linda dedicatória, é só me escrever um email, que está aqui no blog. Besos.

O autor

Vinícius Silva é poeta, escritor e professor, não necessariamente nesta mesma ordem. Doutor em planejamento urbano pelo IPPUR/UFRJ, cientista social e mestre em sociologia e antropologia formado também pela UFRJ. Foi professor da UFJF, da FAEDUC (Faculdade de Duque de Caxias), da Rede Estadual do Estado do Rio de Janeiro (SEEDUC) e atualmente é professor efetivo em sociologia do Colégio Pedro II, no Rio de Janeiro. Criou e administra o Blog PALAVRAS SOBRE QUALQUER COISA desde 2007, e em 2011 lançou o livro de mesmo nome pela Editora Multifoco. Possui o espaço literário "Palavras, Películas e Cidades" na plataforma Obvious Lounge. Já trabalhou em projetos de garantia de direitos humanos em ONG's como ISER, Instituto Promundo e Projeto Legal. Nascido em Nova Iguaçu, criado em Mesquita, morador de Belford Roxo. Lançou em 2015, pela Editora Kazuá, seu segundo livro de poesias: (in)contidos. Defensor e crítico do território conhecido como Baixada Fluminense.

O CULPADO OCUPANDO-SE DAS PALAVRAS

Contato

O email do blog: vinicius.fsilva@gmail.com

O PASSADO TAMBÉM MERECE SER (RE)LIDO

AMIGOS DO PSQC

Google+ Followers

As mais lidas!