(in)contidos - O novo livro de Vinícius Fernandes da Silva do PSQC

(in)contidos - O novo livro de Vinícius Fernandes da Silva do PSQC
(in)contidos - O novo livro de Vinícius Fernandes da Silva do PSQC. Saiba como adquirir o mais novo livro de Vinícius Silva clicando nesta imagem

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Maçã




Enfim comi sua polpa. Escavei por seus tuneis de trilhos, como a lagarta na fruta. Sim, a meca das polis. O lugar que nunca dorme. As ruas e parques que todos conhecem, mas que não há como conhecer, ou melhor, viver, se lá não estiver. E como não soltar o espanto em um "nossa..." involuntário ao ver suas telas de cinema ao redor das ruas, sua grandiosidade opressora, os museus faraônicos, os faraós nos museus, as lojas abarrotadas, as construções que querem provar a eloquência monetária de um passado que não mais existe, mas que ainda fazem suspirar quando se avista o gigante branco que foste o túmulo do grande símio. Nestes momentos tem-se a certeza de que ainda é a maior entre as maiores, ainda. Seu parque central trazem lágrimas verdadeiras ao revelar que as pedras selvagens podem cortejar o verde da grama, as nozes dos esquilos. A famosa dama que carrega o fogo da matéria-prima que tanto almejamos, só pôde ser vista ao longe, ao léu, mas seu verde metálico e sua ponta dourada trouxeram à tona o desejo de que um dia sejas possível, ó liberdade. Seu asfalto comprova a lenda de uma babel persistente, onde línguas, cores, povos e gestos se confundem a seus nativos, mas diferentemente da lenda bíblica, a comunicação é possível, pois na verdade não existe língua alguma. Há um dialeto universal de recortes de todos os cantos, de todos os lugares que se conjugam em uma curiosidade genuína ou interesseira. Suas misérias se fazem presentes nas esquinas de ouro e prata, em etnias e cores de pele que conhecemos bem, cores próximas da gente que vive ao sol do equador, com suas pobrezas espalhadas e dormidas nas calles, no subemprego, na mercadoria informal. Seu território pulsa entre a pujança e a penúria. Suas torres caídas agora são dois olhos negros e tristes, que carregam as lápides de tantos que se foram e que te obriga a lembrar, a todo instante, que pode ser ferida, sim. E como alguns comemoraram sua derrocada... sua tragédia, até eu em um desvairado momento flertei e até pensei: "merecido". Não, mentira, não, nenhuma morte inocente e sem aviso paga os erros dos que comandam, mesmo que estes provoquem mortes inocentes e sem avisos fora de suas entranhas. Porém seu sonho continua, persiste na amostragem de que há uma coletividade possível, um zelo, mesmo vindo do leviatã, com sua manutenção atenta, com suas artérias, veias e passagens vivas, vivas, com seus acessos abertos a quem quiser penetrar-te, mesmo que as diferenças e desigualdades ali coabitem. Percorri suas caixas reluzentes de música, dança e sonho. E sonhei, como sonhei... sonhamos! Vibrei com seus passos e bailares que só são produzidos nestas arestas, nestas festas. Caminhei pelos parques de aromas, comidas e bebidas. Calçadas largas de cheiros e fedores. E andei, andamos, andei, andei feliz, feliz e cantarolando em um som inaudível o teu nome, em minha memória, para que nunca possa te esquecer: "New York, New York...". Ainda volto para terminar de te tatuar em mim, ah volto. 


video


Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
Postar um comentário

Deixe seu email para que você possa receber as novidades e promoções do PSQC!

Obvious Lounge: Palavras, Películas e Cidades

Obvious Lounge: Palavras, Películas e Cidades
Agora também estamos no incrível espaço de cultura colaborativa que é a Obvious. Lá faremos nossas digressões sobre literatura, cinema e a vida nas cidades. Ficaram curiosos? É só clicar na imagem e vocês irão direto para lá!

(in)contidos - O novo livro de Vinícius Fernandes da Silva do PSQC

(in)contidos - O novo livro de Vinícius Fernandes da Silva do PSQC
Saiba como adquirir o mais novo livro de Vinícius Silva clicando nesta imagem

Palavras Sobre Qualquer Coisa - O livro!

Palavras Sobre Qualquer Coisa - O livro!
Para efetuar a compra do livro no site da Multifoco, é só clicar na imagem! Ou para comprar comigo, com uma linda dedicatória, é só me escrever um email, que está aqui no blog. Besos.

O autor

Vinícius Silva é poeta, escritor e professor, não necessariamente nesta mesma ordem. Doutor em planejamento urbano pelo IPPUR/UFRJ, cientista social e mestre em sociologia e antropologia formado também pela UFRJ. Foi professor da UFJF, da FAEDUC (Faculdade de Duque de Caxias), da Rede Estadual do Estado do Rio de Janeiro (SEEDUC) e atualmente é professor efetivo em sociologia do Colégio Pedro II, no Rio de Janeiro. Criou e administra o Blog PALAVRAS SOBRE QUALQUER COISA desde 2007, e em 2011 lançou o livro de mesmo nome pela Editora Multifoco. Possui o espaço literário "Palavras, Películas e Cidades" na plataforma Obvious Lounge. Já trabalhou em projetos de garantia de direitos humanos em ONG's como ISER, Instituto Promundo e Projeto Legal. Nascido em Nova Iguaçu, criado em Mesquita, morador de Belford Roxo. Lançou em 2015, pela Editora Kazuá, seu segundo livro de poesias: (in)contidos. Defensor e crítico do território conhecido como Baixada Fluminense.

O CULPADO OCUPANDO-SE DAS PALAVRAS

Contato

O email do blog: vinicius.fsilva@gmail.com

O PASSADO TAMBÉM MERECE SER (RE)LIDO

AMIGOS DO PSQC

Google+ Followers

As mais lidas!